Diário de Uma Escort: As belezas e batalhas de uma Trans

No mês do Orgulho LGBT e depois da nossa participação e APOIO da 21ª Parada do Orgulho LGBT, queremos destacar em #DiarioDeUmaEscoert nossas anunciantes trans.

Fizemos uma espécie de entrevista com a participação de uma delas, que preservaremos sua identidade, como já vendo sendo habitual nesta seção. Contaremos um pouco da vida e sua maneira de encarar as batalhas que todos sabemos que enfrentam, buscando uma forma divertida para desmitificar alguns temas. Preparadxs?

O momento de transição ocorre num momento concreto? Como foi para você?

Na infância sentia que algo não rolava naturalmente. Eu tenho muitas fotos vestida de Maria enquanto me chamavam de João (risos). O fato de ter estas fotos já significa que para a minha família nunca foi tão difícil aceitar a evolução que veio com essa batalha de aceitação.

Na adolescência resolvi sair para a rua com as roupas do armário da minha mãe. Porém, nunca estive dentro desse armário. Eu era daqueles meninos que chamam de viado em alto e bom som no meio da quadra da escola (risos).

Modelo- Skokka Trans

“Os orgãos genitais não definem quem é homem ou mulher”.

Qual a sua relação com o seu pênis?

Boa pergunta! Cada uma de nós temos nossa própria relação com o nosso. Da mesma maneira que todos gostam ou não de determinadas partes de seus corpos. Por exemplo: quem tem bumbum de gaveta, quer popozão, quem tem seios pequenos, quer peitão. E por aí vai…

De todas maneiras, um pênis ou vagina não têm nada que ver com ser “homem” ou “mulher”.

Como vocês escondem a neca?

Ah, menina, o povo é doido para saber o truque! Existem duas técnicas: “tucking” e “taping”.

O “tucking” consiste em empurrar os testículos, um de cada vez, para dentro da cavidade abdominal, como se a bolsa escrotal fosse esvaziada. Mantendo os testículos dentro da cavidade, puxe o pênis para trás, fazendo com que o volume fique mais discreto, ou desapareça inteiramente.

O “taping” é um truque muito parecido ao anterior. A diferença é que a bolsa escrotal, ao invés de ficar sob o pênis (quando este é puxado para trás), neste método o escroto envolve o pênis, colocando uma fita adesiva que é enrolada ao escroto e pênis, simulando lábios vaginais maiores. Essa fita é posteriormente puxada por entre as pernas.

Este método requer mais cuidados, tanto na forma de apertar a fita no escroto e pênis de forma a não restringir a irrigação contínua, como também no tipo de fita a utilizar. O melhor é que com esse truque podemos urinar sentadas.

Já pensou em fazer a cirurgia? Alguma amiga que tenha feito?

Eu? Nem morta faria, meu bem! (risos) É minha ferramenta de trabalho! Sabe a quantidade de clientes que estão loucos por ela?

Bom, eu conheço muitos casos de trans operadas. Cada um deve buscar a felicidade na forma que acham que será melhor. E se é em forma de vagina, meu bem, que façam, mesmo!

Ativa ou passiva? Acha que se pode rotular uma transa?

Como qualquer pessoa, uma trans pode assumir o lance mais ativo ou passivo na hora do sexo. Algumas mulheres trans não gostam de ser ativas, outras como eu, adoram. Mais que nada, é uma questão de gostos e não regras.

Ser acompanhante profissional foi consequência da dificuldade de encontrar outros trabalhos?

A questão profissional com certeza nos leva um pouco a uma realidade repleta de intolerância. No meu caso, eu tive outros trabalhos, sempre relacionados com lances artísticos. E a decisão de tornar-me acompanhante independente foi uma decisão minha mesmo. Estava cansada de fazer sexo de graça. Todo mundo tem seu talento e seu preço, concorda? Eu resolvi ter o meu em forma de negócio com meu corpo.

A questão artística sempre estará presente neste meu négocio. Por isso, adoro que minhas fotos dos anúncios do Skokka sejam um “luxo”.

Quer conhecer uma T-Gata especial hoje?

Aqui você encontra as mais lindas da sua cidade.

Anita 😽🌈

2 thoughts on “Diário de Uma Escort: As belezas e batalhas de uma Trans

  1. Bruxo

    Olá de novo Anita!
    Não sei só é coisa minha, pêro a segunda imagem não se pode ver.
    Tendo em conta que o tema do que hoje falas não é da minha preferência, como você bem sabe, si reconheço que é interessante conhecer o punto de vista ê as vivências de alguém así.
    Parabéns por tratar temas así dessa maneira. 👏🏼👏🏼👏🏼
    Que a tarde seja boa.
    Beijinhos.
    😘😘😘

    1. Anita Post author

      Olá, querido!
      Obrigada pelo toque, vou dar uma olhadinha no que possa ter acontecido
      Beijinhos e bom fim de semana

Comments are closed.