O estresse e o sexo

O ritmo de vida que temos gera muito estresse. O trabalho, as responsabilidades, a família, os problemas… muitas vezes não notamos suas consequências. Somos humanos e as emoções nos surpreendem quando menos esperamos. Temos tantas coisas na cabeça que não podemos pensar em nada mais e não sabemos como encarar.

Nessa situação, a última coisa que pensamos é no sexo. E se não estamos concentrados 100% a coisa não funciona, porque todo o sangue fica na cabeça. Então é quando começam as respostas negativas: “hoje não estou afim…”, “estou com dor de cabeça”, “nunca tinha acontecido comigo”…

Como o estresse afeta a sua vida sexual e/ou emocional?

Quando uma pessoa está estressada normalmente também sofre preocupações, nervosismo, ansiedade, tensões e frustrações. Além de geralmente afetar sua rotina diária de uma forma incontrolável. É como uma montanha russa.

Está de mau humor, quer estar sozinho, fica mais negativo, come e bebe mais (ou o estômago se bloqueia), se junta com gente que não deve, faz coisas que não são próprias de si, se transforma em alguém irreconhecível para seus amigos mais próximos… Inclusive tudo isso pode acabar em dores internas que é quando começamos a somatizar.

Isso é o que acontece quando não está satisfeito com seu corpo, nem com o parceiro; em caso de tê-lo, reduzindo o desejo sexual além da própria autoestima. No pior dos casos pode até que a situação faça com que tenha uma péssima comunicação e decida buscar fora o que está perdido em casa, estragando a relação. Você se rende…

estresse

O sexo reduz o estresse

O sexo tem muitos benefícios quando praticado com certa regularidade. Um deles é a redução da tensão e da ansiedade devido à liberação de hormônios e substâncias no cérebro.

Quando praticamos sexo descarregamos energia,distraímos a mente e descansamos melhor posteriormente. Isso ajuda o corpo a relaxar, aliviar e melhorar o humor e as energias que o acompanham ao longo do dia.

O sexo também pode produzir  estresse

Tanto por ausência como por presença as relações sexuais podem chegar a produzir também tensões e preocupações.

  • Abstinência: A insatisfação pode gerar uma pior percepção de si mesmo, cuidando-se menos, nervoso e incluindo depressão.
  • Presença: A primeira vez, o medo por complexos, a rotina ou pressões podem chegar a ser causas muito estressantes.

Por tudo isso é necesário conscientizar-nos em cada momento. E deixar-se levar para poder curtir 100% do sexo. É um ato ínstinto e físico entre várias pessoas, onde existe alguma classe de atração e muita comunicação. Sendo assim, temos que conhecer-nos para saber o que o corpo está pedindo. O que está querendo e desejando e até onde está disposto a chegar. Só assim poderá evitar más experiências e poderá viver plenamente sua sexualidade.

2 thoughts on “O estresse e o sexo

Comments are closed.