Aula de anatomia sexual com o Skokka

Bárbara Peres    novembro 6, 2017    Comentários desativados em Aula de anatomia sexual com o Skokka

Na hora de fazer sexo é muito importante ter, pelo menos, algo de conhecimento de anatomia sexual. Onde está cada coisa e as possibilidades de que tem de dar prazer. Saber isto nos ajudará a potencializar e estimular melhor.

O melhor disso é que as aulas práticas são muito divertidas no Skokka. Há de tocar, pressionar, massagear e brincar um pouco com a imaginação para por em prova as sensações que se podem provocar.

Ao contrário do que se costuma pensar, a anatomia sexual não se concentra só nos genitais externos. Tanto que cada corpo é diferente, mais sensível em alguns pontos que outros.

O que é a anatomia sexual?

Este nome se refere aos orgãos sexuais tanto externos como internos. Mas não são as únicas partes suscetíveis à excitação. O sistema nervoso se expande por todo o corpo e é capaz de criar sensações muito diferentes.

anatomia

Estimulação feminina

Biologicamente falando, as mulheres têm vulva, vagina e útero. E dentro delas se encontram seu ponto mágico de maior prazer e excitação.

A vulva é única em cada mulher e está formada por distintas partes. Em primeiro lugar, o mais visível são os lábios maiores e menores. Eles protegem as partes mais íntimas e sensíveis. Em segundo lugar podemos encontrar o clitóris. De tamanho variável e sua única função é fazer sentir prazer. De maneira externa só podemos apreciar uma parte mas contínua de forma interna.

O orifício da vagina tem múltiplas funcões biológicas e físicas. É por onde nascem os bebês, se expulsa a menstruação e proporciona prazer durante as penetrações. Está formada por músculos que podem se fortalecer. O grau de abertura pode significar maior ou menor prazer durante o sexo. Se temos relações de maneira regular ou se realizam exercícios de Kegel, tudo fica mais fácil e prazeroso. Tanto para quando se introduzem brinquedinhos, pênis ou outros objetos.

O hímen é uma espécie de tecido situado dentro da vagina e que, em algumas ocasiões se rompe com a primeira relação sexual.

O útero, as trompas de Falópio e os ovários são os responsáveis da reprodução quando entram em jogo os espermatozóides e a menstruação. Situados por cima da vagina de forma interna.

Estimulação masculina

O protagonista da anatomia sexual do homem é o pênis que quando enche de sangue, se endurece e eleva formando uma ereção. Está formado por diferentes partes:

  • Glande, prepúcio e freio do prepúcio: o primeiro é a parte situada na ponta e onde está o oríficio por onde se expulsa o sêmen e a orina. Dizem que é a zona mais sensível. O segundo é o que cobre e o deixa livre durante a ereção. Enquanto que o terceiro conecta ambos.
  • Testículos: Duas glândulas cobertas pelo escroto e encarregadas de produzir o sêmen e a testosterona.
  • Próstata: Conhecido como o ponto G masculino situado na zona da pélvis. Pode se estimular de maneira externa ou mais fácilmente com a penetração.

Mas se deseja estimular e excitar uma pessoa pode recorrer às opções diferentes da anatomia sexual. Previamente há muitos truques para elevar a temperatura inclusive sem necessidade de tocar a outra pessoa.

Massagear com o dedo, olhando fixamente, lambendo, beijando e fazendo pressão com as mãos. Pode curtir  tocando ou deixando-se tocar. Sobretudo na boca, no pescoço, nas orelhas, no peito, bicos do peito e nádegas…

Só imaginar em receber esse carinho, dedicando tempo de forma suave e devagarzinho, é suficiente para ficar excitado.