As baladas liberais e dicas para começar no swing

Anita    Março 15, 2018    Comentários desativados em As baladas liberais e dicas para começar no swing

Quer começar no swing?

O relacionamento está super desanimado, mas sabem que o tesão está aí e sempre estará?

Talvez seja a hora de começar na swinguera! Conhecer as famosas baladas liberais para voltar a tacar fogo na relação. Se atreve?

Cada dia mais locais estão preparados para receber casais e até mesmo aqueles que gostam de ir curtir uma noite repleta de entrega e desejo. Os eventos dedicados aos swingers atraem cada vez mais adeptos.

Por que tanta gente quer começar no swing e não assume?

Pensam que é traição? Se sentem inseguros de manifestar o desejo e ser mal interpretados pelo parceiro?

Há várias razões, mas a primeira observação que faremos é a diferença entre Swing e Poliamor, muito falado ultimamente. Tecnicamente são diferentes porque o swing não mistura sentimentos, sendo apenas a prática sexual com outras pessoas.

O mais comum é que quando dão  o primeiro passo, comentando com o parceiro, ambos sentem o mesmo desejo; contam os participantes.

começar no swing

As mulheres são as que determinam quando começar a participar

Quais são os benefícios do swing para o casal?

Contra o tédio. Ai, o tédio! Os casais  falam que o swing tornou o casamento mais feliz e que até deixou o sexo melhor, fortalecendo o vínculo, a intimidade e a amizade.

Só pode rolar uma primeira experiência quando ambas as partes estão totalmente de acordo.

Ciumeira não combina com swinguera. Adianto!

A comunicação é a melhor maneira de chegar a um acordo e curtir o sexo a três, quatro, cinco, seis…

Como começar?

Procure os locais na sua cidade, ou na cidade vizinha. Isso fará que vocês se sintam mais seguros.  Visitem os lugares e observem o que as pessoas fazem, conhecendo e conversando numa boa com algumas pessoas.

É a melhor forma de experimentar para ter o primeiro contato com as baladas liberais e ambientes de swing.

Conhecer não obrigará que participe. As pessoas são muito respeitosas, esperarão que você se aproxime, se interesse em saber mais.

Pode ir numa boa, porque não são antros de perversão, e sim, de liberação e diversão!

Como é uma casa de swing ou balada liberal?

Quase sempre é um local tipo balada: bar, pista de dança, DJ e ambiente propício para conhecer pessoas.

A parte que diferencia são os corredores chamados labirintos. Também os dark rooms, que permitem mais intimidade, além de quartos e pequenos espaços  e ambientes que permitem estar com outras pessoas.

Os espaços tanto podem ser abertos para que outras pessoas assistam, ou, totalmente privados.

Muita gente gosta mesmo é de assistir, mais que participar.

começar no swing

O mais comum é que as mulheres atuem num mènage a trois

Os diferentes tipos de casais

Para os swingers o ato sexual é como um jogo, sendo seus parceiros um companheiro da equipe.

Há regras básicas e o “finalmente” nem sempre é praticado por todos os participantes, de acordo com os diferentes estilos da prática. São eles:

Exibicionismo

Os adeptos são aqueles que sentem prazer por transar sendo assistidos por uma ou mais pessoas.

Voyeurismo

Adoram observar outras pessoas transando. Nas festas e casas de swing a prática do voyeurismo é aceita no caso de grupo, mas não nas áreas privadas.

Soft Swing

Rola uma pegação do tipo carícias, beijos e fazem sexo oral com outro casal, mas sem penetração.

Hard Swing

É o “chegar no finalmente”, porque rola de tudo, até a penetração.

começar no swing liberal

Como varia a interação entre os participantes?

Existem variações com relação ao tipo de interação entre os participantes, podendo ser completamente diferentes do que inicialmente imaginavam devido a sexualidade de cada participante. O swing pode ser:

  • Sexo no mesmo espaço, com bissexualismo (seja feminino ou masculino)
  • Sexo no mesmo espaço, com troca de carícias, sexo oral e beijos, mas sem penetração
  • Sexo no mesmo espaço, com penetração
  • Sexo fora do mesmo espaço, implicando uma confiança redobrada
  • Troca de casais entre mulheres bissexuais e homens heterossexuais
  • Troca de casais entre mulheres e homens heterossexuais
  • Troca de casais entre mulheres heterossexuais e homens bissexuais
  • Troca de casais entre mulheres e homens bissexuais

Quer conhecer alguém para o swing no Skokka?

Agora que você ficou sabendo mais a respeito da prática do swing, pode conversar entre vocês e propor uma nova experiência sexual para apimentar a vida a dois.

Temos uma categoria exclusiva no site, pode ser uma boa ideia também conhecer alguém que tenha a ver com o tipo de interação que vocês desejam.

Nada como sentir-se livre para provar e descobrir mais prazer em um mundo que até agora, só fez parte da imaginação.